Notícias

O que é o Aço Inoxidável

Imagem relacionada

aço inoxidável é, basicamente, uma liga (combinação de dois ou mais elementos químicos) de ferro-cromo que apresenta grande resistência à corrosão, ao impacto, e à abrasão, além de grande durabilidade. Ele é 100% reciclável e possui baixo custo de manutenção. Sua utilização em itens domésticos (como talheres, panelas e itens da linha branca – geladeiras e fogões, por exemplo), é bastante conhecida por apresentar uma superfície não porosa e lisa que dificulta o acúmulo de bactérias. Por este mesmo motivo ele também é muito utilizado em instalações de hospitais e cozinhas industriais. Mas o aço "inox" também pode ser utilizado na construção civil, em indústrias, ônibus, automóveis e mobiliários urbanos e possui um forte apelo visual.

Sua principal característica, a resistência à corrosão, se deve a presença do cromo que ao reagir com o oxigênio da atmosfera forma uma camada superficial que protege o aço de agentes oxidantes. Essa película protetora, muito fina e resistente, é formada por óxido de cromo e, se arranhada ou desfeita por algum motivo, rapidamente se recompõe, bastando para isso que haja oxigênio.

Tipos e Características

Os aços inoxidáveis são ligas que possuem em sua composição pelo menos 10,5% de cromo, no máximo 30% de níquel (Núcleo Inox), além de outros elementos como, por exemplo, molibdênio, titânio e nióbio que podem ser acrescentados a sua estrutura a fim de se obter determinadas características. O níquel melhora a resistência da liga às altas temperaturas, sua ductilidade e soldabilidade, melhorando sua resistência em geral, mas é o cromo o principal responsável por conferir sua resistência à corrosão.

O aço inoxidável também pode receber: molibdênio e cobre para aumentar sua resistência à corrosão por via úmida; silício ou alumínio, que aumentam sua resistência à oxidação em altas temperaturas; e titânio ou nióbio que estabilizam o aço austenítico impedindo a precipitação do cromo em forma de carboneto durante o aquecimento ou resfriamento lento em torno de 700° C. Além destes, outros elementos também podem ser adicionados à liga: nitrogêniocobalto, boro, manganês e terras raras. (Pipesystem)

Os aços inox podem ser classificados de acordo com sua composição e estrutura em:

  • Ferríticos (Família normativa 430, 409 e 410S): possuem de 11 a 17% de cromo (Núcleo Inox) e menos que 0,3% de carbono (COSTA). Não possui níquel e são mais econômicos. Os aços ferríticos possuem grande resistência a corrosão sob tensão e sua resistência pode ser aumentada por trabalho a frio. Apresenta fácil conformação, são magnéticos e soldáveis com alguns cuidados especiais.
  • Martensíticos (Família normativa 420): possuem de 12% a 18% de cromo (Núcleo Inox), e de 1% a 1,5% de carbono (COSTA). Podem receber tratamento de têmpera adquirindo elevados níveis de dureza e resistência mecânica. São magnéticos, pouco soldáveis, apresentam baixa resistência a corrosão.
  • Austeníticos (Famílias normativas 301, 304, 304L, 306 e 306L): possuem de 17% a 25% de cromo, e de 7% a 20% de níquel (Núcleo Inox). Apresentam alta ductilidade e soldabilidade e são o tipo de aço inox mais utilizado por apresentar melhor resistência a corrosão, principalmente se adicionados elementos como o molibdênio ou reduzido seu teor de carbono. Não são magnéticos e podem ser utilizados para trabalhos a temperaturas muito baixas (menor que 0°C) ou muito altas (até 925°C).
  • Dúplex

      Conta com cromo, níquel, molibdênio, austenita e ferrita em sua composição. Um exemplo é o aço 2205. A família Dúplex tem resistência mecânica superior à   família dos Austeníticos. Tem aplicações em dutos, evaporadores, destiladores e tanques diversos, pois suportam melhor a corrosão sob tensão;

Tipos de Aplicações

AISI 201

É conhecido como o substituto do aço 304, porém, com níveis inferiores de níquel. Utilizado normalmente em utensílios domésticos, decorativos, escadas, ganchos, maçanetas ou outras aplicações onde a exposição a corrosão seja limitada. O percentual de níquel é de 3,50 –  5,50.

AISI 202

Outro substituto do aço 304, com o percentual de níquel mais elevado que o 201. Utilizado normalmente em utensílios domésticos, decorativos, escadas, ganchos, maçanetas ou outras aplicações onde a exposição a corrosão seja limitada. O percentual de níquel é de 4,00 –  6,00.

AISI 301

Utilizado ara fins estruturais, correias transportadoras, utensílios domésticos, ferragens, diafragmas, adornos de automóveis, equipamentos para transporte, aeronaves, ferragens para postes, fixadores (grampos, fechos, estojos), conjuntos estruturais onde alta resistência é exigida como em aeronaves, automóveis, caminhões, carrocerias e carros ferroviários.

AISI 303

São produzidas em tornos automáticos e utilizadas para fins mecânicos moderados como painéis automotivos, usinagem em geral, parafusos, porcas, pregos, eixos, cabos, fechaduras, componentes de aeronaves, buchas, peças produzidas em máquinas automáticas de parafusos e outros equipamentos de máquina.

AISI 304

Utilizados em Utensílios domésticos, fins estruturais, equipamentos para indústria química e naval, indústria farmacêutica, indústria têxtil, Indústria de papel e celulose, refinaria de petróleo, permutadores de calor, válvulas e peças de tubulações, Indústria frigorífica,instalações criogênicas, tanques de fermentação de cerveja, equipamentos para refino de produtos de milho, equipamentos para laticínios, cúpula para casa de reator de usina atômica, tubos de vapor, equipamentos e recipientes para usinas nucleares, peças para depósito de algumas bebidas carbonatadas, condutores descendentes de águas pluviais, carros ferroviários, calhas entre outros.

AISI 304L

Revestimento para tremonhas de carvão, tanques de pulverização de fertilizantes líquidos, tanques para estoque de massa de tomate, quando se faz necessário um teor de carbono menor que o tipo 301 para restringir a precipitação de carbonetos resultantes da soldagem, particularmente quando as peças não podem ser tratadas termicamente após a solda; carros ferroviários.

AISI 304H

Equipamentos onde exige-se maior resistência em altas temperaturas aliadas a maiores necessidade de soldabilidade.

AISI 309

Aplicações em altas temperaturas, suportes de tubos, abafadores, caixas de segmentação, depósitos de bebidas, partes de queimadores a óleo, refinarias, equipamentos para fábrica de produtos químicos, partes de bombas, revestimento de fornos, componentes de caldeiras, componentes para fornalha de máquinas a vapor, aquecedores, trocadores de calor, peças para motores a jato entre outras finalidades.

AISI 310

Aço refratário para aplicações em altas temperaturas como aquecedores de ar, caixas de recozimento, estufa de secagem, anteparos de caldeira de vapor, fornos de fundição, revestimentos, transportadores e suportes de fornos, trocadores de calor, comportas de fornos, cilindros de rolos de transportadores, componentes de turbinas,  caixa de cimentação, equipamentos para fábrica de tinta, suportes para abóbada de forno, componentes de turbinas a gás, trocadores de calor, incineradores, componentes de queima de óleo, equipamentos de refinaria de petróleo, recuperadores, tubulação de soprador de fuligem, chapas para fornalha, chaminés e comportas de chaminé de fornos, conjuntos de diafragma dos bocais para motores turbo jatos, cubas de cristalização de nitratos, equipamentos para usina de papel.

AISI 314

Utilizado em caixas de recozimento, caixas de cementação, acessórios para tratamentos térmicos e tubos de radiação.

AISI 316

Peças que exigem alta resistência contra corrosão localizada, equipamentos de indústrias químicas, farmacêutica, têxtil, petróleo, papel, celulose, borracha, nylon e tintas. Peças e componentes diversos usados na construção naval, equipamentos criogênicos, equipamentos para processamento de filme fotográfico, cubas de fermentação instrumentos cirúrgicos.

AISI 316L

Peças que exigem alta resistência contra corrosão localizada: Equipamentos de indústrias naval, petróleo, química, farmacêutica, têxtil, papel e celulose, borracha, nylon, tintas, cubas de fermentação, peças de válvulas, tanques, evaporadores e agitadores, condensadores, peças expostas a atmosfera marítima, peças de válvulas, bombas, quando se faz necessário um teor de carbono menor que o tipo 304 para restringir a precipitação de carbonetos resultantes da soldagem, particularmente quando as peças não podem ser tratadas termicamente após a solda, adornos, tanques soldados para estocagem de produtos químicos e orgânicos, bandejas e revestimento para fornos de calcinação.

AISI 316Ti

Melhor resistência à temperatura e mecânica que o 316L – Geralmente utilizados  em equipamentos de indústrias químicas e petroquímicas.

AISI 317L

Tubulações em plataformas de petróleo, indústria de papel e celulose.

AISI 321

Para estruturas soldadas e peças sujeitas a aquecimento na faixa de precipitação de carbonetos, anéis coletores de aeronaves, revestimento de caldeiras, aquecedores de cabines, parede corta fogo, vasos pressurizados, sistema de exaustão de óleo sob alta pressão, revestimento de chaminé, componentes de aeronaves, super aquecedor radiante, foles, equipamentos de refinaria de petróleo e aplicações decorativas.

AISI 347

Equipamentos e peças sujeitos a aquecimento intermitentes (427 a 899°C), e que exigem soldagem sem tratamento posterior.

AISI 410

Válvulas, bombas, parafusos e fechaduras, tubo de controle de aquecimento, chapa para molas, cutelaria (facas, canivetes etc.) mesa de prancha, instrumentos de medida, peneiras, eixos acionadores, maquinários de mineração, ferramentas manuais e chaves.

AISI 420

Material utilizado em cutelaria, instrumentos cirúrgicos e dentários, réguas, medidores, engrenagens, eixos, pinos, rolamentos, de esferas e bolas de moinho.

AISI 430

Utensílios domésticos, cunhagem de moedas, calhas, máquinas de lavar roupa, placas de identificação, equipamentos para fabricação de ácido nítrico, fixadores, aquecedores, refletores, pias, talheres (garfo e colher), adornos de automóveis, revestimento da câmara de combustão para motores diesel, portas para cofres e pias.

AISI 444

Condutividade térmica superior ao 304.

AISI 446

Apresenta o maior teor de cromo, resistência a corrosão e oxidação em altas temperaturas da série dos Aços Ferríticos.

AISI 904L

Utilizado na produção, estocagem e transporte de ácido sulfúrico e fosfórico, indústria de papel e celulose.